Por que Deus abençoa os injustos?

Se Deus existe por que pessoas más prevalecem sobre as boas? Por que Deus abençoa pessoas egoístas e maldosas? Este certamente é um dos questionamentos mais comuns entre as pessoas que não acreditam em Deus, sendo uma situação complexa até mesmo para os cristãos.

0
27

Certa vez o evangelista Billy Graham foi questionado em seu site a cerca do assunto, onde algumas pessoas fizeram perguntas sobre a questão de como Deus abençoa pessoas injustas ao contrario de muitas justas que nunca receberam uma benção sequer, qual o critério que Deus usa para explicar  o bem e o mau neste contexto, pedindo para que o religioso explicasse o porquê de isso ocorrer.

“Algumas das pessoas mais mesquinhas e egoístas que eu conheço tiveram muito sucesso e ganharam muito dinheiro. Como você explica isso? Por que Deus abençoa as pessoas assim, e ainda assim Ele parece ignorar as pessoas boas?”, questionou um de seus leitores.

Billy Graham escreveu que este questionamento é comum e se trata de uma questão difícil para a humanidade compreender. “Há séculos, o profeta Habacuque clamou a Deus, questionando: ‘Por que o Senhor tolera o mal? […] Por que está calado enquanto os ímpios engolem os mais justos do que eles?’ (Habacuque 1: 3, 13)”, citou.

De fato a Bíblia Sagrada nem sempre terá a resposta ao pé da letra, é preciso que haja um entendimento espiritual, ainda assim, existem coisas que só poderemos entender na eternidade.

Naquela ocasião, o evangelista buscou mostrar, de forma didática, esta questão sobre outro ponto de vista, enumerando as verdades bíblicas sobre o assunto.

Em primeiro lugar, Billy Graham lembra que a prosperidade financeira não é necessariamente um sinal das bênçãos de Deus. “Na verdade, algumas das pessoas mais infelizes que conheci ao longo dos anos eram muito ricas e ainda assim suas vidas estavam vazias”, explicou.

Em segundo lugar, o evangelista pontua sobre a Bíblia nos revelar que as maiores bênçãos da vida vêm pelo conhecer a Cristo e andar com Ele todos os dias. “Uma pessoa pode ser pobre no que diz respeito aos bens deste mundo, mas muito rica se conhecer Cristo. Jesus disse: ‘Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados’ (Mateus 5: 6)”, salientou.

O pastor finalizou seus conselhos esclarecendo sobre a efemeridade das coisas terrenas, em contra partida com os valores vindos da grandeza do amor de Deus.

“Finalmente, a Bíblia nos lembra que algum dia todos estaremos diante de Deus. Nesse dia, não será avaliado o tamanho de nossa conta bancária ou a importância de nossos empregos. Só nos será feita uma pergunta: Você colocou sua fé e confiança somente em Cristo para a sua salvação? Não seja invejoso com relação aos bens materiais dos, mas certifique-se de seu compromisso com Cristo”, alertou.

Fonte: billygraham.org

SEM COMENTÁRIO

Deixe um comentário